PORTO-SEGURO

Daniel Novik

Quero que tu sejas um alento pras tormentas

Meu por to seguro pra ancorar

Sempre meu marujo em alto mar

Que não me falte prumo quando o mar revolto

Mantenhas sempre o rumo ao sair do cais do porto

 

Nunca percas o compasso

Sejas meu eterno norte

O meu marinheiro para juntos navegar

Não ficarei a ver navios, tu serás a estrela guia

Toda a constelação que necessito a me guiar

 

Ahhhhhhhhhh ....

Ahhhhhhhhhh ....